sexta-feira, junho 29, 2007

luar

As cortinas ficaram abertas, e lá fora, via-se uma circunferência branca... um astro sem luz própria, que brincava aos reflexos. Reflectia a luz que lhe ofereciam... oferecendo-a às ondas que dançavam lá embaixo... vi-as dançarem coordenadas... seguidas... não eram as ondas que o luar iluminava, nem seria para aqueles dois pontos que a lua oferecia a sua luz.
Enviar um comentário