quarta-feira, fevereiro 27, 2008

domingo, fevereiro 24, 2008

caution - achtung - atenção

O espaço seguinte é da exclusiva responsabilidade dos intervenientes...

O alto supervisionador de assuntos do estado informa os comuns mortais que:
"O lobo mau sofre de incontinência, e o capuchinho vermelho de ejaculação precoce."

O espaço anterior foi da exclusiva responsabilidade dos intervenientes...

Livra! Que já nem nos contos infantis se pode confiar!

segunda-feira, fevereiro 18, 2008

hmmm...





O resto é "incher choiriças"!

pagar o telefone

Muito se fala sobre o endividamento das famílias... muito se fala, e feroz é a concorrência, dos operadores de "rede fixa"...
Se este é um post com lamentos e queixinhas? É!
Venho queixar-me porque tentei pagar a minha conta do telefone (e internet), sem assinatura, e ao fim de 3 tentativas, de ter pedido para me confirmarem os números e o valor total da factura, eu continuava a não conseguir pagar a minha conta!
Eu queria pagar, queria mesmo pagar! Não digo isto com cara-de-pau, nem a fazer figas atrás das costas, não! Eu realmente queria pagar a dívida que tinha para com um fornecedor de serviços de telefone e internet, que provavelmente está cheio de "papel", mas queria pagar!
A culpa? A culpa é do governo, do parlamento, do presidente e do primeiro-ministro! Porque já um cidadão comum não consegue pagar as contas, e depois ainda vem apresentar dados estatísticos a revelar valores preocupantes de endividamento! Até parece que é verdade!

domingo, fevereiro 17, 2008

tdi

Há sempre um "engraçadinho"!



E o Vermelho é a cor da Paixão!

domingo, fevereiro 10, 2008

nota mental

Numa bela tarde de sol de domingo, nunca parar em local visível deixando as "bestas" pastar!

Perigo sério de congestionamentos de tráfego, de perguntas difíceis, de piadas de algibeira, e (há sempre, mas sempre, uma destas) de uma velhota muito produzida/cuidada a meter conversa.

quinta-feira, fevereiro 07, 2008

violência "doméstica"

 A convivência entre os parquímetros e os automobilistas não foi pacífica desde o começo da relação. Esta má relação vem desde a razão óbvia de deixar lá os trocos em troca de um papel que confere o direito a estacionar o meio de transporte, até ao facto de alguns parquímetros ficarem com as moedas sem razão aparente... e quando isto acontece... pimba!
Imagino um pobre parquímetro entrar num qualquer hospital público, a esperar um horror de tempo (isto é uma variável) para ser atendido, fazer exames, e essas coisas que eu suponho que se fazem nos hospitais... imagino a conversa do médico...
- Pero, de qui te quiexas?
- Tenho aqui uns plásticos partidos, o painel riscado, e o sensor das moedas com os contactos de fora...
- Hmmm... no compreendo... qui te há acontecido?
- Nada xôr doctor...
- Pero, esso no és normal, si? Tienes que dicer lá berdá! Qui te há acontecido?
- Fui agredido xôr doctor... veio um tipo, num carro bonito, chegou-se a mim, e meteu... meteu-me umas moedas na ranhura... eu tava sem talões!... não pude fazer nada... ele começou a carregar-me nos botões e... e...
- Queda-te, ningum monstro ti hacia facer mal aora.
- ... e como o talão não saiu... bateu-me! Bateu-me repetidas vezes! Por duas miseras moedas de 2 euros. Desatou a bater-me como se a culpa fosse minha!
- Mira?! Eras tu?!... Hijo di... pimba!

Quem não quer ser lobo... essas coisas! Pobres dos parquímetros, são de certeza o objecto de "mobiliário urbano" menos compreendido da cidade... filho da... ficou-me com a moeda!! Pimba!

quarta-feira, fevereiro 06, 2008

entre patentes ninguém meta a colher

Dedos indicadores formados com frases acusatórias surgem ora de um ora de outro! Voam penas, fogem gatos, caiem lagartos das paredes, explodem transformadores, partem-se vasos! E a conversa continua, acesa durante quanto mais tempo? 20, 30 minutos? Quase tive tempo de decorar o nome impresso naquela "placa" - Ster - e tu és um baldas! - Sterculi - mandei irem lá confirmar! - Sterculia - isso é perseguição! - Sterculiacea ... - tu fazes de tudo para não saires! - Sterculiacea... - e páram aqui e além! - Sterculiacea qualquer-coisa d - na minha equipa não! - Sterculiacea qualquer-coisa di - eu sei bem como tu és! - Sterculiacea qualquer-coisa div - tou-te a falar com respeito! - Sterculiacea qualquer-coisa diversi - tá aí o homem que é testemunha! - Sterculiacea qualquer-coisa diversifodase!!!! - vocês que são grandinhos que se entendam! - Sterculiacea qualquer-coisa diversifolia... não consigo ler o nome do meio, tu consegues? errrr... Não?... Caga nisso! Sorri!

domingo, fevereiro 03, 2008

pedimos desculpa pela interrupção

O cromossoma Y ausentou-se do blog... segundo informações recolhidas no local o referido cromossoma Y foi visto pela última vez acompanhado pela testosterona, que também se encontra em parte incerta, num café rascunhando com um canivete algo numa das mesas.
Segundo foi possível apurar pelo Tdi junto do proprietário do café, nessa mesa (agora apreendida pela asae devido ao risco de contaminação) encontrava-se um mapa de Itália invertido, entre dois números, 42 e 15 (as estrelas eram o 2 e o 8). O significado desta inscrição está ainda por decifrar... mas crê-se que os laboratórios consigam ter resultados ainda hoje... errr... amanhã... não... pois... quarta-feira devido às tolerâncias e aos "carnavais"!