quarta-feira, dezembro 24, 2014

feliz natal

Aos que já não me lembro onde os conheci, aos que há pouco tempo conheço, aos que apenas conheço virtualmente, aos familiares e amigos de todos eles... um santo e feliz natal!

sábado, dezembro 20, 2014

as multas passadas pelas câmaras municipais

Tem vindo a gerar-se alguma conversa em torno de um caso que se passou em Braga e que foi notícia na imprensa... os jornalistas, mais uma vez, pecaram pelo exagero e pela generalização 

O título da notícia refere "câmaras" no plural, como se todas as câmaras neste país estivessem a cometer uma ilegalidade por terem agentes fiscalizadores no terreno a passar multas...  chegando a dizer-se que "as polícias municipais não podem multar", a questão não é assim tão linear.
O regulamento de estacionamento de Braga tem no seu texto que as competências na instauração e instrução dos processos são do presidente da câmara... coisa que seria uma nega ao Código da Estrada (que é um decreto-lei) que atribui essas competências à ANSR, um regulamento não pode contrariar um decreto-lei, logo... a automobilista tem razão... no município de Braga! Só em Braga! Noutra câmara qualquer a situação deverá ser diferente.

O código da estrada no artigo 169º tem o seguinte
CAPÍTULO I
Competência e forma dos atos
Artigo 169.º
(...)
5 - No exercício das suas funções, a ANSR é coadjuvada pelas autoridades policiais e outras autoridades ou serviços públicos cuja colaboração solicite.
(...)
7 - A competência para o processamento das contraordenações previstas no artigo 71.º e a competência para aplicação das respetivas coimas e sanções acessórias podem ser atribuídas à câmara municipal competente para aprovar a localização do parque ou zona de estacionamento, por designação do membro do Governo responsável pela área da administração interna, mediante proposta da câmara municipal, com parecer favorável da ANSR, desde que reunidas as condições definidas por portaria do membro do Governo responsável pela área da administração interna.
O artigo 71º é o referente ao estacionamento proibido, e no artigo 5º (com redacção no decreto-lei nº44/2005) lê-se o seguinte:

Artigo 5.o
Fiscalização do trânsito
1—A fiscalização do cumprimento das disposições do Código da Estrada e legislação complementar incumbe:
a) À Direcção-Geral de Viação e à Brigada de Trânsito da Guarda Nacional Republicana, em todas as vias públicas;
b) À Guarda Nacional Republicana e à Polícia de Segurança Pública, em todas as vias públicas;
c) Ao Instituto das Estradas de Portugal, nas vias públicas sob a sua jurisdição;
d) Às câmaras municipais, nas vias públicas sob a respectiva jurisdição.
(...)
3—A competência referida na alínea d) do n.º 1 é exercida através:
a) Do pessoal de fiscalização das câmaras municipais designado para o efeito e que, como tal, seja considerado ou equiparado a autoridade ou seu agente;
b) Das polícias municipais;
c) Do pessoal de fiscalização de empresas públicas municipais designado para o efeito e que, como tal, seja considerado ou equiparado a autoridade ou seu agente, com as limitações decorrentes dos respectivos estatutos e da delegação de competências e após credenciação pela Direcção-Geral de Viação.
As câmaras podem multar no que toca ao estacionamento... têm é que cumprir a lei e não regular acima desta. Basta deitar uma vista de olhos ao regulamento da câmara de Lisboa para ver as diferenças nas atribuições de competências (artigo 63º).

O título correcto da notícia deveria ser "Multas de estacionamento da câmara municipal de Braga são inválidas"... vão lá fazer o mesmo noutros municípios que cumpram as regras e depois digam que têm que pagar a multa pelo valor máximo... ou então, apresentem a conta aos jornalistas que escrevem estas pérolas!

domingo, dezembro 14, 2014

quinta-feira, dezembro 11, 2014

desafio música vol. menção honrosa

A música que despoletou a conversão a um deterninado estilo... a panorâmica do alto de uma das torres das Amoreiras? É só porque acho que ficou bem.

desafio música vol. 3/3

Na actualidade os amores entre vampiros, lobisomens e "caras de bacalhau" estão generalizadas graças a histórias como a do "lusco-fusco".
No entanto, vampiros e os lobisomens fazem parte do folclore de povos perdidos no esquecimento das serras, fragmentos de lendas e histórias contadas à lareira nos dias frios de Inverno... que nada tinham de romântico, eram mais dignas de um episódio dos Arrepios ou da Twilight Zone, e eram capazes de tirar o sono apenas pela libertação da imaginação. 
Os vampiros acabam por ser alvo de admiração pela malta "mais nova", ter poderes especiais e, acima de tudo, viver para sempre... quem é que nunca desejou ser um vampiro? 
A parte trágica de viver para sempre... pelas vozes de Brian May e Freddie Mercury...

quarta-feira, dezembro 10, 2014

desafio música vol. 2/3

Numa "velha" cassete BASF de 120 minutos ouvi pela primeira vez a Bohemian Rapsody dos Queen, o animador da rádio afirmava ser uma música nova (o que foi perfeito para datar a gravação), seguiam-se os típicos ruídos de corte e costura familiares a quem fez "cópias de segurança" de emissões de rádio e às quais se seguia uma frase "we don't need no education..." que tantas vezes mais tarde, nas mais variadas situações, a ouvi a ponto de quase a considerar um hino. 
Lembro-me de ver uma transmissão televisiva de um concerto em que um muro enorme era construído, muro esse que mais tarde era assumado por um monstro e em que havia imagens de martelos a marchar. As cores branco, preto e vermelho ajudavam à impressão da imagem na retina... que mente alucinada teria idealizado tal coisa? É a mesma música passava enquanto o vocalista cantava por detrás do muro que o separava do público...
Não escolho a "another brick in the wall", nem uma muito posterior "high hopes" (que merece lugar de destaque na playlist do meu "velho" leitor de MP3 e também nas preferências do +João Loureiro), mas sim uma sua contemporânea desta última. Escolho-a pela sonoridade e pela letra...

"All we need to do is make sure we keep talking" na voz computadorizada de Stephen Hawking. 

terça-feira, dezembro 09, 2014

desafio música vol. 1/3

Já não respondia a coisas destas há uns tempos, cortesia do amigo +João Loureiro aqui fica a resposta audível com uma explicação para a escolha.

Antes do tempo ser tempo, fizeram um filme lá para as bandas da América, com uma estrela em ascensão e uma temática capaz de fazer ferver o sangue com o desenrolar da acção, tinha todos os ingredientes certos, metal, gasolina, rivalidade e amizade (a "gaja" soubesse mais tarde que afinal era muito macho).

Esse filme, começava com o início de uma música composta por Steve Stevens propositadamente para aquele filme e é essa a minha escolha como primeira música do desafio.

Poderia ter escolhido também o Speed ou Atomic Playboys, mas nesta, Steve Stevens é a estrela... e a música tem mais significado.

segunda-feira, dezembro 08, 2014

despistado ao volante xi


BMW F20 série 1... cabrio por equipa de desencarceramento dos bombeiros.



terça-feira, dezembro 02, 2014

pack de trilogias

Um teaser do próximo "capítulo" da nova trilogia da Star Wars, já pela mão da Disney, foi tornado público. Os verdadeiros storm troopers sofreram uma espécie de peeling e tem agora um aspecto de protótipo automóvel desenvolvido para uma exposição (dos tais que não passam a produção), aparece um storm trooper sem capacete que é preto (de pele, é "africano" a bem dizer) e começou o meio mundo a disparatar sobre racismo... a imprensa agradece, sempre ajuda a vender... 
Mas o que achei mais engraçado nas reacções foi os comentários a um "novo" sabre de luz que aparece... com três lâminas, uma principal longa e duas menores semelhantes a um guarda-mãos. Se visualmente a coisa até é apelativa, numa vertente mais prática é capaz de não ser grande ideia ter duas pequenas lâminas de plasma a dançar num confronto ao estilo do Yoda na primeira trilogia (cronológica)... para o ano saber-se-á a verdadeira razão daquelas duas pequenas lâminas "corta-polegares" ou "aparadores de barba".
Novidade para a trilogia seguinte... quatro lâminas! Não, não é um anúncio disfarçado a uma marca de lâminas de barbear, é uma forquilha!

sexta-feira, novembro 28, 2014

que nunca te apanhem a trabalhar!

É comum ouvir dizer que "o segredo é a alma do negócio" e nestas coisas da produção a coisa acaba por ser vista de outra forma... diria que, quase que é uma vergonha fazer algo! Uma verdadeira e profunda desonra para o próprio e para a sua família fazer alguma coisa de útil e necessário!



 
Há-de haver uma altura neste país em que se vai ouvir dizer durante a educação das novas gerações "meu filho... nunca deixes que te apanhem a trabalhar!"... nunca mais arranjo o autoclismo!

quarta-feira, novembro 19, 2014

prenda de Natal

A fim de evitar os problemas e as confusões tão típicas da quadra natalícia, este ano deixo já o meu pedido de Natal! Quero rebardadora... ai! Uma rebadadeira... irra! Uma rebarbarabadadoeidora... mau! Aquela coisa que não é uma rebarbadora!

sexta-feira, novembro 14, 2014

despistado ao volante x

À semelhança do anterior, os danos foram apenas materiais.


segunda-feira, outubro 27, 2014

quarta-feira, outubro 15, 2014

o carro do noddy...

Qualquer semelhança com o 327... será coincidência?

sexta-feira, outubro 10, 2014

hipocrisia vol. 3 - direitos dos animais

Um país que vê aprovar uma lei que defende os direitos dos animais (deixando alguns esquecidos) tem uma geração adolescente que começa a achar "normal" um homem bater na mulher?
(ou acham que estamos fora da estatística?)

quinta-feira, outubro 02, 2014

cavalos

Assisti a parte do sofrimento do Salpico que morreu de cólicas, ao peso da idade que se somava a cada dia da Boneca até à manhã que não acordou, ao sofrimento causado por um veterinário descuidado ao Taugo que lhe ceifou a vida, à eutanásia feita à Estrela para lhe por fim a um imenso sofrimento, ao literal rebolar de um satisfeito Lanceiro no centro do picadeiro e às lágrimas de dor do Trovão nesse mesmo picadeiro, aos treinos de salto do Manadio para exercitar os membros e às eternas manias do Lutador em patrulha...
Se o Salpico quase me levou às lágrimas, o pesar dos que o seguiram (Taugo, Estrela e Boneca) foi menor... não por serem menores em importância, mas porque a idade já era outra, a deles, pois já tinham tido uma vida mais longa que o Salpico, e a minha, por já ter "perdido" mais animais.
Há dias vimos uma foto do Lanceiro publicada numa rede social, está na quinta pedagógica dos Olivais, a receber festas de crianças e nenhum dos presentes que havia lidado com o cavalo ficou indiferente... o "bolinha" está nas suas sete quintas, comer, dormir e receber afecto... 
É de salientar que, antes do levarem o Lanceiro para a sua nova morada, houve um aviso. Foi comunicado que deixaríamos de ter a sua presença mas que ficaria bem entregue... com o Trovão, o Manadio e o Lutador, não houve aviso e tudo pareceu ter sido feito de forma tão cheia de subterfúgios que, se teme o pior.
Se os "homens" usassem a cabeça, os animais não sofriam... nem os Homens que dão valor aos animais sofriam por (e com) eles.

terça-feira, setembro 16, 2014

15 anos

Já começa a tornar-se complicado lembrar tudo o que se passou, quer antes quer depois, mas o antes ainda fazemos questão de lembrar quando nos conseguimos juntar, porque, mais cedo ou mais tarde, lá um de nós conta algum episódio que todos outros sabem de cor, mas ouvem e riem como se fosse a primeira vez que ouvem, como se não fossemos todos parte integrante daquela história... e já lá vão 15 anos desde que a chama se apagou... Para sempre, como levava escrita a fita... enquanto houver memória será para sempre!
Fodase o cancro e o tempo!

sábado, setembro 13, 2014

every week horror story

Wake, work, Eat, Sleep, Repeat...

Cinco palavras para um conto de terror!

sexta-feira, setembro 05, 2014

desaparecida...

Homem: A minha mulher desapareceu... saiu de manhã cedo para ir às compras e não voltou.
Polícia: Pode dizer-me a altura da sua mulher?
Homem: Não sei... nunca reparei.
Polícia: Compleição física? Magra, forte... ?
Homem: Não é gorda, nem magra.
Polícia: Cor dos olhos?
Homem: Não faço ideia.
Polícia: Cor do cabelo?
Homem: Muda consoante a estação.
Polícia: Que roupa tinha vestida quando saiu?
Homem: Não sei se de calças ou saia... levou o capacete.
Polícia: Ah, saiu de mota? De cor era?
Homem: Vermelha... é uma Honda PCX de 2013 vermelha, com vidro alto e top case, tem faixas reflectoras nas jantes vermelhas, motor de 125cc a debitar de origem 11,5cv com um consumo anunciado de 2.1l/100km... - e o homem levou as mãos ao rosto tentando esconder as lágrimas...
Polícia: Não se preocupe... vamos encontrar a sua PCX.

terça-feira, setembro 02, 2014

The Feynman lectures

All the Feynman lectures on physics available online... fell like learning something today? Something in the mists of "Physics is like sex: sure, it may give some practical results, but that's not why we do it."?

The lectures are available here: The Feynman Lectures, enjoy!

segunda-feira, julho 21, 2014

7 palavras ou expressões que se devem saber nas mais variadas línguas

Há sempre uma dificuldade inerente à comunicação fora do país... até porque, o inglês não parece ser tão universal quanto nos fazem crer quando andamos a estudar (apesar de muita da literatura técnica ser em inglês), logo, convém saber algumas palavras noutras línguas, como por exemplo:

- "Bom dia", fica sempre bem saber cumprimentar na língua nativa do local onde se está, mas de preferência deve ser dito com sotaque e sem acrescentar um "como está", ou corremos o risco de receber como resposta uma dissertação elaborada sobre como "vai a vida" que não vamos conseguir perceber minimamente.
- "Obrigado", esta pode ser acompanhada de um "muito", em especial depois de nos conseguirmos fazer entender no que quer que fosse a nossa intenção para com o(a) interlocutor(a).
- Pedir algo para comer... esta é particularmente fácil, juntar os dedos de uma mão enquanto se abana a mesma em direcção à boca aberta, linguagem gestual em prol do bem estar.
- "Cerveja",  e esta pode ser complicada de pedir em alguns locais, onde a seguir nos perguntam que quantidade desejamos e de que tipo de cerveja queremos... a variedade pode causar uns transtornos.
- "Café", palavra essencial para um despertar à portuguesa!
- "Qual é a palavra-chave do wi-fi", essencial para conseguir aceder a mapas e, em último recurso, a um qualquer tradutor automático.
- E por fim "gasolina" (ou combustível), pois, macho que é macho, só está perdido quando fica sem combustível!

Na altura do mundial, ainda reparei numa outra expressão, mas esta de cariz universal, sem necessidade de tradução ou qualquer tipo de aquisição de conhecimento e capaz de ser perceptível em qualquer língua..."esmagamento"!

domingo, junho 22, 2014

plágio?! sim, por favor!

Dar o nome Plágio a uma banda pode não parecer original, por pouco chamavam-lhe cópia  ou backup, mas não, optaram por plágio... o que acaba por baralhar porque há partes que não são plagiadas... senão eram decalques... ou réplicas! 
Fugindo ao "copy-paste", os Plágio conseguiram o feito de ter a única versão que conheço do "don't stop me now" dos Queen cantado por uma voz feminina e que continua a soar bem!
O vídeo da gravação em estúdio não faz justiça à versão live de sábado à noite.

quarta-feira, junho 18, 2014

beber em caso de necessidade...

fucking hell beer!
Para quando se quer praguejar em locais impróprios, adequado para todo o tipo de agastamento, laboral, futebolístico e financeiro... neste último convém não abusar da bebida.

sexta-feira, junho 13, 2014

que se lixe o mundial!

Se mais razões não houvesse para não ligar ao mundial de futebol... é fim-de-semana de 24 horas de Le Mans!

quarta-feira, junho 11, 2014

uma andorinha no escritório

As andorinhas que nos visitam durante a Primavera e o Verão, alimentam-se de INSECTOS! Essa "cena" de dar fruta às aves nem sempre funciona... e esta cria de andorinha tinha tanta fome.
Já agora, se encontrarem algum pássaro caído no chão, se não estiver em risco eminente, deixem-no estar, os pais certamente estarão por perto e tratarão dele.


segunda-feira, junho 09, 2014

tema recorrente... publicidade

Ir às compras com companhia feminina dá azo a entrar em corredores de hipermercado onde homem algum entra (e pára) sozinho... e como não poderia deixar de ser, tinha que haver neste corredor publicidade dedicada à temática dos cremes anti-idade, anti-gravidade e até anti-aves-de-aviário.
Por entre uns quantos cartazes deparei com um da l'oreal (a marca só por si lembra-me sempre um campo cultivado de orelhas) com a frase "descubra o olhar de boneca" com uma mulher/menina com cara de boneca... agora os homens gostam de bonecas? Assim de cabeça só me lembro de dois tipos de boneca, as de loiça, com ar de boneca, e as outras de policloreto de vinilo (PVC para os amigos) com ar de... bom! As letras pequenas acrescentavam à boneca "mega volume em cima e em baixo"... deixo ao critério de cada um as conclusões... sobre o volume, a boneca e se em cima ou em baixo.

sexta-feira, junho 06, 2014

despistado ao volante viii

Caiem duas pingas de água fora de tempo e os Gremlins voltam a multiplicar! Para além do trânsito... gerado pela curiosidade dos "orçamentistas", nada mais a acrescentar.


quinta-feira, junho 05, 2014

o futebol visto por Bruno de Carvalho

Se o meio futebolístico já era pódigo em pérolas de fino recorte emanadas da boca de alguns treinadores... não vale a pena referir nomes... de jogadores... também não vale a pena referir nomes... e alguns dirigentes, hoje o país acordou com um destaque nas notícias, a nova visão de Bruno de Carvalho sobre o futebol... leva-me a perguntar: será que está a chamar moscas a tudo o que revolve em torno do futebol ou fui só eu que fiquei com essa ideia?

terça-feira, junho 03, 2014

7 factos sobre uma viagem planeada de automóvel em grupo

Depois do destino, das horas de saída (contando com os atrasos), dos locais de alimentação e dos pontos para esticar as pernas (depende do veículo) devidamente combinados de véspera, chega o momento de nos metermos à estrada... eis os sete factos que acontecem que em todas as viagens/passeios com destino acabam por acontecer mais cedo ou mais tarde no percurso:

lavagem e abastecimento são feitos de véspera!
- Há sempre alguém do grupo que tem um GPS e que traça a rota, com a qual obtém um "tempo estimado de viagem"... escusado será dizer que há uma necessidade intrínseca do automobilista provar que a máquina está enganada e que "conseguimos fazer menos que isto!".
- Assim que se entra numa qualquer via rápida ou auto-estrada, a primeira coisa que se vê quando se olha para o retrovisor é um Audi colado na traseira... há quem diga que é o padrão da cortina do óculo traseiro, ou mesmo que faz parte do um sistema de screensaver disponibilizado pelas concessionárias das AEs a fim de evitar que se ande demasiado devagar.
- O acontecimento anterior é seguido por um Mercedes que nunca sabe se os travões irão funcionar quando forem necessários, pelo que constantemente os experimenta... "agora funcionou, será que na próxima também vai funcionar?".
- Apesar de tudo, os limites de velocidade são respeitados pelo grupo... contando com o desconto dos radares... a excepção a isto é feita se alguém precisar de parar para ir ao WC, afinal de contas, quem vai parar tem que ganhar tempo antes e recuperar o perdido depois de parar. 
- Mesmo em situações de "recuperação de tempo" há sempre alguém mais rápido a passar ao "dobro" da nossa velocidade.
- O condutor não cede a pressões dos restantes ocupantes... excepto para irem ao WC... porque é a desculpa para "ganhar tempo".
- Não adianta quanto tempo estivemos agarrados ao volante, exactamente na mesma posição, sempre à mesma velocidade, com um cenário cíclico a passar, quando se chega ao destino e se sai da viatura para o "bitaite" e o comentário da viagem, nada disso importa, é como se ainda se estivesse para começar o "passeio".

sexta-feira, maio 23, 2014

"eu sei o que lhe vai acontecer em 2014"

Passando uma vista de olhos à caixa de correio electrónico deparei com uma mensagem com o assunto "eu sei o que lhe vai acontecer em 2014" de um "serviço" de vidência personalizada. 
A novidade é que, esta vidência, é apenas para meio ano, logo a probabilidade de falhar é menor mas é também (mais) inútil que se fosse uma previsão anual. Vejamos...
Nos próximos seis meses tenho um período de férias (vai fazer uma viagem...uuuuuuh), faço anos na segunda metade do ano, há o natal, os santos, os encontros de grupos ao fim-de-semana, cerca de metade dos aniversários dos amigos e da família, o fim do ano e o aniversário da gata (vai juntar-se com a família e amigos... uuuuhuuh!), o tribunal constitucional parece que vai chumbar as medidas dos cortes nos ordenados e o governo vai arranjar/inventar maneira de carregar nos impostos para equilibrar as contas (a sua situação financeira vai melhorar mas seja cauteloso nos gastos... uuuuh!), a minha respectiva é tão desarrumada quanto eu e desde que está a ter cuidado com a linha dou comigo a olhar para ela como se não houvesse mais ninguém no mundo enquanto me tenta constantemente convencer a ir correr com ela (vai manter-se muito apaixonado mas nem tudo é um mar de rosas... uuuhuuuuhuuuuuh!), tenho que fazer a revisão ao carro, meter-lhe um par de pneus, pagar o seguro, pagar o IUC
e fazer a inspecção (vejo aqui que vai ter despesas acrescidas em breve.... uuuuuuuh)... fazer previsões a meio ano é demasiado fácil, tão fácil que ainda me dedico a isto só para contornar as sucessivas medidas de corte e costura dos dirigentes (do país e da instituição onde trabalho)!

terça-feira, maio 20, 2014

despistado ao volante vii

As marcas no pavimento são indicadoras da trajectória (zona de quatro faixas da AE, atravessou da esquerda para a direita), a carrinha branca ao fundo esteve envolvida no acidente.

terça-feira, abril 29, 2014

necessidades fundamentais ao volante

Continua a não fazer sentido e desta vez o acidente de que se fala foi com uma rapariga que quis tirar uma selfie enquanto conduzia e actualizar o seu estado numa rede social... estava feliz dizia ela, e a sua felicidade trouxe tristeza à família e aos amigos...
Depois de ter lido a notícia acima deparei com um indivíduo a usar o seu SL55 AMG como cabine telefónica móvel marginal fora, a empatar tudo e todos (andava francamente devagar e entre faixas)... o que diabo poderá ser tão inadiável a ponto de correr riscos tão estupidamente desnecessários como mexer no telemóvel enquanto se conduz?
Basta um instante para tudo correr mal... é caso para dizer:
* segundo a wikipedia, a primeira rede analógica celular foi implementada no Japão em 1979, foi essa a data usada como referência.

quinta-feira, abril 17, 2014

a taça está em Lisboa!

Não consigo caber em mim de contente, a taça da Liga dos Campeões está em Lisboa!
E vai passear pela cidade, depois de sair do Navio Escola Sagres, vai passar nos Pastéis de Belém, subir o elevador da Glória antes de dar um passeio de GoCar... a taça tem muita coisa para ver, muitas memórias para criar.
Pena que a taça me lembre a Kristen Stewart (aka, cara de bacalhau), inexpressiva, apática, fria e sobrevalorizada.

quarta-feira, abril 16, 2014

produtividade

Não percebo este imenso à-vontade para estar à porta do local de trabalho a "codrilhar" sobre a vida alheia deixando por cumprir as obrigações de um dia de trabalho... às 10 da manhã já tinha ligado o computador, actualizado o meu estado no Facebook, tomado o pequeno-almoço, feito um tweet, adicionado amigos no Google+, deitado uma vista de olhos às capas da imprensa do dia, visto os emails pessoais, colocado uma foto no instagram e feito a segunda pausa para café, antes de decidir fazer este post no blogue. 

terça-feira, abril 08, 2014

o (quase) pleno!

Desta é que foi mesmo quase!
A situação contempla um ciclista a circular encostado ao passeio em sentido contrário (fora de mão) que quando chega a uma passadeira, vira a cabaça e decide que o motociclo, e o automóvel que o segue, tem muito tempo e espaço para parar.
Ciclista manda-se para a frente da mota, o motociclista desvia-se para a sua direita e trava, o automóvel trava também, o ciclista, mais a dançar em cima da bicicleta do que propriamente a andar, remata - Não se pára?! - e logo de seguida se ouve o motociclista dizer - Conheces o código da estrada?

O ciclista conseguiu o pleno, circular em contra-mão, atravessar na passadeira montado na bicicleta e não se certificar que, ao atravessava a estrada, não causava perigo... equiparam os ciclistas a veículos motorizados, atribuiem-lhes as mesmas prioridades, protegem-nos nas ultrapassagens, permitem-lhes andar a par com outros ciclistas... mas porque é que não lhes dão responsabilidades? O ciclista-cheio-de-ideias-na-cabeça da situação poderia ter causado um acidente com danos físicos para ele e para o motociclista, no entanto, a responsabilidade dele seria sempre nula apesar de cometer três inflações ao código da estrada!
Para acabar com esta palhaçada pegada dos ciclistas que fazem tudo e mais alguma coisa não repeitando ninguém era, no mínimo, voltavam a implementar as matrículas que há uns anos eram obrigatórias e, porque não, obrigar estas alminhas a ter licença! Se para se conduzir um veículo motorizado na via pública é necessário saber as regras, também estes mamíferos deveriam ser obrigados a saber o que podem ou não fazer!

segunda-feira, março 31, 2014

despistado ao volante vi

Alguém se lembre dos Gremlins? Basta juntar água!
Nenhum ser humano ficou ferido, nenhum árvore ficou magoada e o poste continua a dar luta!

sábado, março 22, 2014

graxa

Adequada para pele nas mais variadas aplicações, desde carteiras a calçado (sapatos ou botas), casacos, estofos, calças de metaleiros, fatos de motociclista e até volantes, limpa, hidrata a pele e impermeabiliza.
É preferível em pomada (como a da foto) aplicada com uma esponja ou uma escova macia, já que algumas graxas líquidas (designadas por auto-brilhante) podem danificar o cabedal gretando-o.
Depois da aplicação, deve aguardar-se algum tempo antes de puxar o lustro (pode ser feito com um pano de microfibras) para um acabamento brilhante.
Se não quiser a componente brilhante, desejando apenas hidratar a pele a fim de evitar que se quebre, pode simplesmente aplicar... creme Nivea, faz maravilhas à pele das mãos bem como ao produto em pele que quer preservar.

quarta-feira, março 19, 2014

despistado ao volante v

A saga continua... é um episódio recorrente neste local.

terça-feira, março 18, 2014

revista da imprensa assim-assim cor-de-rosa a atirar mais para o cinzento de hoje

"Lisboa Cinematográfica. Conhecer a cidade alfacinha na óptica de clássicos da 7ª arte"
"Juros da dívida descem a todos os prazos"
"Especial, a semana do basquetebol"
"Portugal envia mais cinco militares para a missão europeia no Mali"
"Manutenção, prepare-se para o calor"
"Não dorme bem? Sigas estas dicas"
"Aprenda a ser feliz"
"Viver, luxos masculinos para desfrutar na Primavera"

Esta é a selecção de títulos de algumas publicações com as quais se sabe que ainda há cultura, os juros não estão maus, o basquetebol ainda aparece na capa de um jornal dedicado ao futebol, os nossos militares continuam a fazer pela vida "lá fora", é necessário preparar os veículos para o Verão, há manuais para não perder o sono, pode-se ser feliz se se aprender como e que ainda há luxos de macho!
Despeço-me com amizade até um próximo comentário.

segunda-feira, março 17, 2014

se dúvidas houvesse

Em tempos de crise e, em particular, quando o trabalho escasseia, muitos são os que tentam ter algum rendimento de forma menos lícita. Muitos destes, empreendem em actividades que não podem ser consideradas prejudiciais, mas no entanto, são actividades ilegais.
A apanha de pinha mansa verde está legislada e é permitida, com a devida autorização do dono do terreno, num período compreendido entre 16 de Dezembro e 31 de Março (salvo excepções devidamente regulamentadas).
Na área do município de Lisboa há uma área arborizada onde se pode encontrar várias povoações de pinheiro manso (Pinus pinea), o parque florestal de Monsanto, área esta sujeita a regime florestal total, que é como quem diz, é uma área protegida e, é para proteger esta área que existe um corpo de Polícia Florestal, com patrulhas em veículos 4x4, a cavalo e a pé, que se revezam a fim de assegurar a vigilância do parque durante 24 horas por dia, sete dias por semana, seja feriado, fim-de-semana ou tolerância de ponto. 
Mal amados, desprezados e até rebaixados por muitos, elementos desta Polícia teimam em manter o pulmão da cidade de Lisboa o melhor que podem com os parcos meios que têm à disposição, tendo este ano, até ao momento, expediente judicial elaborado (maioritariamente referente ao furto de pinha) em maior volume do que a Polícia Municipal de Lisboa com 10 vezes mais meios humanos e uma incalculável diferença em meios materiais.
Hoje, numa volta de pouco mais de 11 quilómetros a cavalo (a forma ideal de patrulhamento para situações como esta), onde o trabalho em equipa foi a base do sucesso, foi evitado o furto de cerca de 400kg de pinha... a juntar às várias toneladas já apreendidas nos últimos três meses.
Pena é que não nos seja atribuído crédito pelo trabalho desenvolvido e que, por ego de alguns, a verdade seja adulterada e os louros fiquem para quem nada fez, ou faz, em prol da defesa e preservação do Parque Florestal de Monsanto.