terça-feira, dezembro 29, 2009

dia de férias número dois

Bebia um café quando um dos clientes habituais reclamava de forma indignada e audível até a um surdo que, o aumento da reforma previsto para 2010 era de 1%... se em vez de falar mal por haver um aumento tão pequeno o cliente habitual tivesse lido o resto do jornal para além das gordas, saberia que devido à deflação as reformas deveriam baixar, e aí talvez dissesse algo digno de não ser catalogado como, digamos, parvinho, vá!
Enviar um comentário