sábado, fevereiro 13, 2010

afinal

Depois de tanto me questionar pelo facto de não me destacar em nada, eis que hoje descubro qual a minha verdadeira e maior vocação, e não é descobrir os erros encobertos em serviços ou produtos, afinal tenho o condão de irritar e provocar o próximo.
Para tal, não preciso de fazer seja o que for, à semelhança da minha aptidão para encontrar erros, apenas me basta existir, ser, para que alguém decida que sou o meta a superar e para que comece a querer medir comprimentos de pila.
Em abono da verdade, a natureza não me deu essa necessidade ter que me mostrar para que me dêem atenção. Não preciso, nunca precisei, nunca precisei de dar graxa,nunca necessitei de ser mais do que sou, nem de me fazer passar pelo que não sou... mas ainda assim, consigo perturbar.
Enviar um comentário