domingo, julho 24, 2011

encontro imediato

Circulava com o charuto velho, quando uma mota passava por mim, olhei uma simples questão de fascínio pela máquina. As duas pessoas que se faziam transportar, dois homens, olharam de volta e prolongadamente enquanto lentamente me passavam, o que ia sentado no lugar do pendura, mostra-me o polegar e aponta para o velho carro que conduzia, novamente o polegar seguido do apontar para o carro... gente doida! Sorri o resto do caminho.
Enviar um comentário