sexta-feira, novembro 09, 2007

há dias

Sorrisos alegres... perguntam a medo, num medo ansioso "posso fazer uma festinha?", tomara eles "festinhas" todo o dia. E mãos de dedos pequenos logo se perdem num pêlo curto e macio. O sorriso é agora, para além de alegre. É de uma alegria nervosa pelo toque, uma dualidade de sentimentos-sentidos... sorrir de volta, e seguir caminho.
Enviar um comentário