terça-feira, novembro 28, 2006

passeios

Para aqui ou para além? - Vamos por este lado agora. - Encostado a um varandim enferrujado, falava de um patético pássaro - Ave. No meu escritório diz-se ave... mas também se diz iáuga ou iáguia. - Uma tão insignifante ave igual a um milhão de outras, foi o centro da conversa. - Do mundo! - Porque isto e porque aquilo... pássaro idiota que se foi embora... e o silêncio? - Fingir ouvir, ou não ouvir e apenas ver? Não! Ousar olhar, assim é que era... o dia era de sol de qualquer maneira... mas não havia areia... - Eram gotas de salpicos certeiras, e o dia ia longo. - Era sábado! Com origem em domingo! E o despertador não tocou. - Aquece os reactores... tens 30 minutos... nevoeiro, chuva, e entulho... Vaaaaai!!! Ou julgas que tens asas como o pássaro?
Enviar um comentário