quinta-feira, novembro 23, 2006

teoria da conspiração

Ontem regressava eu a casa perdido no caos infernal do trânsito, encalhado em semáforos, entalado entre camiões de distribuição, quase que abalroado por peões desnorteados, entre tantas coisas agradáveis que acontecem no trânsito acumulado dentro de uma cidade em hora de ponta... e absurdamente incrementadas quando há chuva, e ia ouvindo rádio. Mas, dizia eu, voltava a casa em hora de ponta, meio mundo (e outro tanto) deixa os trabalhos para ir buscar os crianços (e as crianças) às escolas, creches e afins... e esta música já me está a irritar! Mudo de posto, música depressiva! Mudo de posto... música depressiva outra vez?! Mudo de posto... voltamos ao mesmo!
Será que encontro uma estação com música decente a esta hora?! Nova tentativa, mais música deprimente, mole e terrivelmente descoordenante!
Desliguei aquela miséria (agora compreendo porque é que os carros trazem leitor de cd's, sempre ouvimos o que queremos nas alturas que queremos), e começei a pensar no que levaria aos "programadores de rádio" passar este tipo de música a uma hora destas (pensava nisto quando tava parado nos semáforos... são tantos, e tão demorados, que dá para tudo)... cheguei à conclusão que:
  1. Há que fomentar a desconcentração ao volante... é bom para a economia que haja acidentes.
  2. Os casais quando chegam a casa estão tão "mal" por causa da música que não discordam em nada... a não ser que tenham opiniões diferentes, e se tenham lembrado de "alguém" enquanto ouviam rádio no caminho de casa.
  3. Por último, a pessoa que regressa a casa do emprego, chega a casa tão desalentada que até preferia que ainda estivesse a trabalhar... ora aqui está uma boa maneira (e discreta) de melhorar a productividade!
Enviar um comentário