segunda-feira, janeiro 14, 2008

ipo

Abreviatura de "inspecção periódica obrigatória"...
O meu convívio com os centros de inspecção periódica nunca foi muito harmoniosa, não que tenha problemas com tipos que cumprem normas generalistas e que têm uma "honra duvidosa", porque ao fim e ao cabo, há sempre maus e bons em todo o lado, o que a mim me parece descabido é o facto de serem os centros de inspecção que atestam a "circulabilidade" das viaturas. Pela parte que me toca, não lhes vejo grande utilidade, pois sou cuidado, mas pergunto-me como é que certas viaturas têm "selo verde" para circular e estão em estado... no mínimo deplorável.
Sim, é verdade, chumbaram-me o carro na inspecção! Mas isso não me causa qualquer azedume, longe disso, pois já não é a primeira vez que me acontece*, o que eu acho descabido é ser usada a mesma regra para todas as viaturas quando estas são de fabricantes diferentes, e, de características diferentes. Chumbarem um carro por demasiada convergência é absurdo quando o próprio técnico que está a fazer a verificação diz "mas os pneus estão a comer certinhos"... ora... antes de haver inspecções periódicas, os problemas eram resolvidos por observação, agora pode dizer-se que são criados pelas próprias regras que regem os centros de inspecção, visto que as regras criadas e aplicadas num país em que a industria automóvel é NULA, se sobrepõem às especificações de fabricantes de automóveis.
Em resumo, demonstro o meu desagrado pelas regras generalistas, e não para com os técnicos (duvidosos ou não).


* um problemas nos travões detectado ainda de ínicio, o que evitou males piores
Enviar um comentário