sábado, agosto 09, 2008

um escudo em ponto pequeno

Já alguém terá reparado na forma ornamentada de um crachá de polícia? Tem a forma de um escudo à semelhança de tantos outros escudos usados em batalhas e guerras que preencheram a História... este tem no entanto a particularidade de representar a base, o dever, de um corpo de polícia, a protecção. O pequeno crachá afirma de forma figurada uma protecção ao cidadão cumpridor, perante quem transgride a Lei (essa eterna violada).
Em tempos tão contorbados como os actuais, tão pequeno escudo nunca poderá proteger quem o ostenta ao peito, ou quem, ocultamente devido às suas funções mais específicas, o carrega no bolso... não deixa de ser "irónico", ao fim de tanto tempo de críticas, de lamúrias e de dedos acusadores apontados aos portadores destes pequenos escudos, que, hoje, um dia após um considerável número de homens detentores de tal pequeno "ornamento metálico" ter passado cerca de oito horas à porta de uma sucursal de um banco, e de o resultado dessas longas horas ter sido um homem abatido e outro internado, os homens do escudo, passaram de bestas a bestiais, e com direito a elogios públicos, quer de quem manda, quer do comum dos cidadãos... francamente? Estava a ver que nunca mais lhes atribuiam o devido valor!

(um local a visitar e a navegar... aqui)
Enviar um comentário