terça-feira, julho 08, 2008

cinzento

Sistematicamente cinzento... dia após dia... os papéis acumulam-se, o pó acumula-se, a inércia toma conta disto e daquilo... conduzir em ritmo de turismo, andar a pé à minha velocidade, sentir o quente do sol na pele, ver as nuvens a passar a velocidades diferentes, escrever com letra incompreensível, sentir posse no que toca a objectos de estimação, ler um livro devagar, repetir o que escrevi apurando a letra, fazer contas por tudo e por nada... perderam a cor, perderam o gozo intrínseco... cinzento... por agora desligo... click!
Enviar um comentário