sexta-feira, outubro 21, 2011

roubalheira...

De qualquer coisa que eu compre para meu prazer, o estado obriga-me a pagar 23% desse valor para os seus cofres, nos últimos quatro meses, e a avaliar pela quantidade de tralha que tive que adquirir por causa das mudanças, devo ter pago ao estado qualquer coisa como 875 euros de impostos só para ter o mínimo de conforto em casa (e ainda faltam coisas, mas são "adiáveis"). Se contarmos as necessárias compras no supermercado porque ninguém se alimenta do ar, acrescentamos mais cerca de 250 euros direitinhos para o "mealheiro" do estado, mais 14 euros das despesas de primeira necessidade porque ninguém vive às escuras e sem água...
Mas o drama ainda vai longe de acabar, como quase 60 por cento do que pago por combustíveis é para o estado, nestes últimos quatro meses, "larguei" para o estado um pouco mais de 315 euros! Em carregamentos de telemóvel, um bem dispensável tal como a televisão por cabo ou a internet por fibra, foram mais quase 15 euros...
Depois a isto soma-se a eco taxa dos resíduos industriais que é cobrada quando se manda fazer uma revisão ao carro ou quando se compram pneus novos, o imposto único de circulação do carro, mais a taxa dos audio-visuais que vem na factura da electricidade, mais 4% das despesas relacionadas com a manutenção de uma conta num banco, mais a anualidade dos esgotos, a contribuição autárquica e...
Enfim! E como se isto tudo não fosse já mais que suficiente para me obrigar a trabalhar, afinal de contas estou na faixa etária ideal para contribuir para o estado, do ordenado que recebo ao fim do mês, um sexto é para o estado só em IRS, mais um nono para a segurança social (aqui como é óbvio não vou contabilizar os impostos aplicados ao patrão, que pelo que se sabe, também não são baixos, nem em vias de baixar)... chego à conclusão que:


O estado, em todo o seu esplendor megalómano, despesista, descontrolado e irresponsável, obriga o contribuinte a trabalhar mais de 5 (cinco!) meses para o sustentar! Já se deixavam de brincar aos gestores com o dinheiro dos outros, ou ainda não fizeram merda que chegue?
Enviar um comentário