terça-feira, setembro 08, 2009

mais um envelope

O banco deve certamente considerar-me um tipo à maneira... tanta é a correspondência que me envia, aliás, são os únicos que me escrevem sem ser necessariamente para pagar! Claro que "os tipos do banco" nunca me dão nada, mas eu gosto de me sentir, ainda que de uma forma pateticamente insignificante, importante. Afinal de contas é com o meu dinheiro que eles ficam ricos, é com o meu dinheiro que os funcionários do banco fazem vida...
Mas esta carta não trazia apelos à compra, também não trazia nenhum apelo ao crédito, nem sequer trazia ofertas a um qualquer serviço por eles posto à disposição, nada disso, e isso é o que é belo nesta carta, é a carta onde vem a actualização da prestação da casa, que é como quem diz, vai sobrar um pouquinho menos de mês no final do ordenado! Estou contente... satisfeito, vá, tivesse o almoço não sido favas e até poderia dizer que estava feliz.
Enviar um comentário